Tuesday, May 21, 2024

Número de Andorinhas em Portugal caiu 40% em 20 anos





Andorinha

créditos: não identificado

via Wilder

SPEA afirma em comunicado que, se nada mudar em breve, é preciso encontrar outro símbolo para a chegada da Primavera. Pois! É que a Andorinha sempre foi o símbolo da chegada da Primavera. 

O número de andorinhas em Portugal diminuiu 40% nos últimos 20 anos, uma queda representativa do "declínio generalizado" de diversas espécies de aves migradoras de longa distância, alerta a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA). O cuco, o picanço-barreteiro e a rola-brava também estão em declínio.




O cuco
crédito: Peter Claytom/ Getty
Wildlife Photography

E afirma também que o o cuco, o picanço-barreteiro e a rola-brava estão em declínio em Portugal, Espanha e na Europa em geral.




Picanço-barreteiro

crédito: Joaquim Antunes

https://www.flickr.com/

Os dados fazem parte do “Censo das Aves Comuns”, publicado hoje, que avaliou as tendências populacionais de 64 aves comuns em Portugal continental para o período 2004-2023. É feita também a comparação com o que se passa em Espanha e na Europa, quanto às mesmas aves.




Andorinha

crédito: Jôrg Hempel

https://en.wiktionary.org/


"Em plena crise da biodiversidade, termos acesso a informação actualizada sobre o estado das nossas espécies de aves comuns é uma enorme mais-valia,"

Hany Alonso, técnico da SPEA e coordenador do Censo de Aves Comuns

E acrescenta: "Ao olharmos para as aves comuns podemos compreender melhor o que se passa em nosso redor. Estas espécies vão ser as primeiras a dar-nos indicação de que alguma coisa não está bem".




Andorinha das barreiras

credito: Alain Vernon

https://picturebirdai.com/



Espécies de Andorinhas que passam por Portugal
créidto: Ilustração Marcos Nunes Correira


Segundo a SPEA, aves migradoras como as andorinhas têm sido afectadas pelas alterações climáticas, seja nos sinais que usam para iniciar a migração seja quanto à abundância de insectos para alimentar as crias.



Pardal comum

A SPEA nota que, além das aves migradoras, também aves comuns nos meios agrícolas, como o pardal, o peneireiro e a milheirinha, estão em declínio nos últimos 20 anos, devido à “intensificação das práticas agrícolas”, que têm vindo a artificializar os campos, destruindo “os mosaicos tradicionais que permitiam que a biodiversidade florescesse”.




Milheirinha

créditos: Luis Garcia/ Wiki



Peneireiro
crédito: Primejyothi/Wiki Commons


O que é preciso fazer?

É preciso, acrescenta a SPEA,SPEA, restaurar a natureza, implementar políticas que promovam práticas agrícolas sustentáveis, e fazer mudanças no ordenamento do território, no desenvolvimento energético, e nas avaliações de impacto.





Ninhos de andorinha
crédito: Não identificado
via Google Images Archive


Remover ninhos de andorinha é proibido !

Se souber de alguém que quer destruir nimhos de andorinhas,  tente explicar que as andorinhas comem imensos insectos, sobretudo as moscas e mosquitos que podem estragar uma bela noite de Verão⁠.

.Se o problema for a sujidade, para evitar que o espaço debaixo do ninho fique sujo pode instalar-se uma “caleira” própria por baixo dos ninhos⁠.⁠ 

Se estes argumentos não forem suficientes, ou se só souber da situação a posteriori, contacte a linha SOS Ambiente: 808 200 520 ou www.gnr.pt/ambiente.aspx⁠.




A bern swalow perches on a brand in Guerreiro, Portugal
credit: Roger Powell, Natural Picture Library
via National Geographic

The swallows are a Spring symbol. However the number of swallows in Portugal has decreased by 40% in the last 20 years, a drop representative of the "generalized decline" of several species of long-distance migratory birds, warns the Portuguese Society for the Study of Birds (SPEA). The cuckoo, barrete shrike and turtle dove are also in decline.


The swallow (andorinha, in Portuguese) is a symbol of Portugalsymbol of Portugal so subtly synonymous with the culture that travelers may not even notice it. Swallows hang out in Portugal for some of the same reasons humans do: warm weather and great food. When the chill sets in and insects begin to run thin, they head farther south.






Geração 'green'

21.05.2024





sources: SPEA/ National Geographic

Sunday, April 21, 2024

Dia da Terra / Earth Day : Planeta vs Plásticos #60x40 !

 






Dia da Terra/ Earth Day

Dia Mundial da Terra, como sabemos, é celebrado há 54 anos no dia 22 de Abril. O Presidente Biden instituiu oficialmente este dia, 22 de Abril como Dia da Terra.

Pretende-se alertar o mundo para a importância e a necessidade de conservação dos recursos naturais do nosso planeta Terra. Este dia é celebrado em mais de 190 países, com a participação de muitos milhões de pessoas.



Google Doodle: Earth Day

  • Google Doodle:

As letras Google mostram alguns dos lugares do mundo onde pessoas, comunidades e governos trabalham, todos os dias, para ajudar a proteger a beleza natural, a biodiversidade e os recursos do Planeta. Estes exemplos oferecem a promessa de esperança e optimismo, mas também nos lembram que há muito mais a fazer para enfrentar a crise climática e a perda de biodiversidade.








credit: Earth Day 2024


  • Tema 2024

"Planeta vs Plásticos."

O tema Planeta vs Plásticos, é um compromisso importante que apela ao fim dos plásticos em prol da saúde humana e do planeta. Exige-se uma redução de 60% na produção de plásticos até 2040. O objectivo final é construir um futuro sem plástico para as gerações futuras.


  • Actividades: professores & estudantes

Curriculum Packets

https://www.earthday.org/curriculums/

EarthDay Quizzes

https://www.earthday.org/earth-day-quizzes/

Reflorestação The Canopy Project

https://www.earthday.org/campaign/the-canopy-project/

Usa os stickers Earth Day para Instagram & TikTok

https://giphy.com/earthdayorg





  • Objectivos : Para alcançar a redução de 60% até 2040...

Promover a consciencialização pública generalizada sobre os danos causados pelo plástico na saúde humana, saúde animal e toda a biodiversidade. Exigir que mais pesquisas sejam realizadas sobre as suas implicações para a saúde, incluindo a divulgação de toda e qualquer informação ao público sobre seus efeitos;

Eliminar rapidamente todos os plásticos de utilização única até 2030 e alcançar este compromisso de eliminação progressiva no Tratado das Nações Unidas sobre Poluição Plástica em 2024.





end fast-fashion
via Google Images Archives

Exigir políticas que acabem com o flagelo do fast fashion e com a grande quantidade de plástico que produz e utiliza;

Investir em tecnologias e materiais inovadores para construir um mundo sem plástico.

Os plásticos vão além de uma questão ambiental iminente, representam uma grave ameaça à saúde humana, tão alarmante como as alterações climáticas. 

À medida que os plásticos se decompõem em microplásticos, libertam produtos químicos tóxicos nos alimentos, nas fontes de água e circulam no ar que respiramos.




The planet is commemorating the 54th Earth Day on tihs day, April 22, 2024, at a time when pollution is at never-before-seen levels and temperatures on are breaking records every year. Thousands of people worldwide organise campaigns and make commitments to improve the planet's health in more than 190 countries.

Earth Day is unwavering in the commitment to end plastics for the sake of human and planetary health, demanding a 60% reduction in the production of ALL plastics by 2040. 


  • A Proclamation on Earth Day, 2024

" More than 50 years ago today, some 20 million Americans came together across the country to demand that we prioritize our planet’s well-being. (...)

NOW, THEREFORE, I, JOSEPH R. BIDEN JR., President of the United States of America, by virtue of the authority vested in me by the Constitution and the laws of the United States, do hereby proclaim April 22, 2024, as Earth Day.  Today, I encourage all Americans to reflect on the need to protect our precious planet; to heed the call to combat our climate and biodiversity crises while growing the economy; and to keep working for a healthier, safer, more equitable future for all.(...)

Joseph R. Biden Jr, 

White House





credit: Sticker Earth Day 2024


Theme:

Planet vs. Plastics

The theme calls to advocate for widespread awareness on the health risk of plastics, rapidly phase out all single use plastics, urgently push for a strong UN Treaty on Plastic Pollution, and demand an end to fast fashion. 

Join us as we build a plastic-free planet for generations to come!

  • Teachers:

There is an urgent need to provide all students with the knowledge and skills they need to support climate justice and well being, thrive in the green economy, and develop sustainable behaviors. 


  • Resources & activities


End Plastics


Fashion for the Earth


  • Hashtags: 

#PlanetVsPlastics #EndPlastics #EarthDay





credit: Earth Day
via National Geographic

We learned Environment Education since 2007 at school with our teacher Dr. GSouto and participated in Polar International Year 2007-2008 and Earth Day since 2007 into languages and Civics curricula. We were 10-11 years-old. 

Now we have our Master degree, we work but we always are environmental young citizens. So we continue this blog created in 2007 every time we have a moment.

Make Every Day Earth Day !

Geração 'green'

21.04.2024




Tuesday, April 16, 2024

Censo Internacional da Cegonha-branca (Ciconia ciconia) 2024

 




créditos: @ICNF

https://www.icnf.pt/


Está a decorrer desde Março 2024 até Jumho 2024 o VIIIth Census Internacional da Cegonha.


Em Portugal, o Censo Mundial de Cegonha-branca continua a decorrer até final de Junho 2024 em Portugal, com o objectivo de recensear o número total de ninhos existentes em todo o território nacional. 



Desde 1974 este Censo é realizado internacionalmente de 10 em 10 anos, divulga o ICNF no seu site.

O anterior Censo de 2004, contabilizou 7.684 ninhos de cegonha ocupados em Portugal, mais do dobro dos registados em 1994 (3.302 ninhos).


Segundo a mesma fonte, em Portugal, a coordenação é do ICNF, sendo que este ano decorrerá, em paralelo, o 7º Censo Nacional de Cegonha-branca.






Cegonhas-brancas no Alvito, Alentejo.
crédito foto: Inês Catry
via Wilder.pt




Os dados são recolhidos por município, determinando a quantidade de ninhos ocupados e de ninhos vazios, assim como a tipologia do suporte onde os ninhos são construídos.


“Em virtude da sua conspicuidade e comportamento, tolerante à proximidade do Homem, a cegonha-branca (Ciconia ciconia) é uma espécie que tem permitido desenvolver uma consciência popular de conservação a ela associada, com uma importância fundamental na sensibilização e educação ambiental”.


ICNF






Uma das cegonhas com emissor GPS 
crédito foto: Carlos Pacheco
via Wilder.pt



No entanto, “tem sido precisamente a sua proximidade ao Homem que tem vindo a gerar, por vezes, alguma incompatibilidade com certas actividades humanas”, acrescenta.


“Este censo é, assim, fundamental para compreender os fenómenos populacionais e comportamentais da espécie no nosso território, tendo em vista a redução, tanto quanto possível, das situações de conflito acima referidas, nas áreas onde a sua presença é mais acentuada. 


Por outro lado, permite estimar a dimensão e a tendência da população nacional nidificante”, diz ainda o ICNF.


O Census está a decorrer desde Março 2024.








Apela-se à participação de voluntários que queiram colaborar nas equipas de campo ou no envio de informações.


Caso tenha interesse e disponibilidade em participar neste Censo deverá contactar os Coordenadores Regionais da sua área: 




  • Direção Regional Conservação da Natureza e das Florestas do Norte
    Carlos Pedro Santos: carlospedro.santos@icnf.pt
  • Direção Regional Conservação da Natureza e das Florestas do Centro
    Isa Sofia Teixeira: isa.teixeira@icnf.pt
  • Direção Regional Conservação da Natureza e das Florestas de Lisboa e Vale do Tejo
    Luiz Silva: luis.silva@icnf.pt
  • Direção Regional Conservação da Natureza e das Florestas do Alentejo
    Carlos Carrapato: carlos.carrapato@icnf.pt
  • Direção Regional Conservação da Natureza e das Florestas do Algarve
    Sérgio Correia: sergio.correia@icnf.pt
Poderá também contatar os Coordenadores Nacionais:






credits:  BSPB


Here some news from Census White Stork Portugal and Census White Stork Bulgaria

Every 10 years, in over 40 countries worldwide, a large-scale conservation event dedicated to a beloved bird species takes place – the International White Stork Census


In 2024, it will be the eighth edition. The Bulgarian Society for the Protection of Birds (BSPB) is the coordinating organization for the census, calling on people across the country to turn their gaze to their feathered neighbors and participate in the initiative.





credit: © Svetoslav Spasov


The census will take place in June and July 2024, covering the entire country and more than 5,000 locations. With the help of volunteers, all stork nests will be visited, and adult birds and their young will be counted. 


The first census of the White Stork was organized in 1934 at the initiative of Germany, and Bulgaria joined in the 1970s. BirdLife International is the organizer, and BSPB is the coordinating organization for Bulgaria. The main partner of BSPB in the census is the Executive Environment Agency (ExEA).


Information about the location of nests, unoccupied nests for various reasons this year, and endangered nests that will be subsequently secured with the help of relevant institutions will be gathered. 


As the stork is a familiar and beloved species easily observed and recognized, children, families, entire classes, eco-clubs, and others can participate in the big census. 


All that is needed is to share observations in the SmartBirds Pro mobile application or on the SmartBirds website.


All participants in both countries are welcome!

Geração 'green'

15.04.2024