Tuesday, January 28, 2020

Escolas : Livro "Notas de Campo na Beira Baixa" !






Notas de Campo na Beira Baixa
texto & ilustração: Luisa Ferreira Nunes
via Wilder


Notas de Campo na Beira Baixa“, textos e ilustrações da bióloga e ilustradora Luísa Ferreira Nunes, é um livro que explora e ambientes do mundo rural da Beira Baixa.
Luísa Ferreira Nunes, professora de Entomologia e Ecologia na Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco, fez várias expedições pela Beira Baixa, durante vários meses, à procura de tesouros naturais que registou em texto, desenho, fotografia e vídeo patentes neste livro.
O livro Notas de Campo na Beira Baixa reúne os desenhos e a escrita feita durante o seu trabalho de campo no Tejo Internacional, a pedido das câmaras municipais da região, segundo a autora
Prova disso, a Mostra Encantal organizada da câmara municipal de Castelo Branco em parceria com a autora e ilustradora.
Notas de Campo na Beira Baixa“, textos e ilustrações da bióloga e ilustradora Luísa Ferreira Nunes, é um livro que já se encontra à venda desde 5 Janeiro 2020.


Mostra Encantal
créditos:Rádio Cova da Beira
http://www.rcb-radiocovadabeira.pt/
Com recurso à ilustração, Luísa Nunes explora lugares e ambientes recônditos do mundo rural, que agora dão cor e vida à exposição "ENCANTAL". Animais como grifos, águias-imperiais ou linces são apresentados por forma a fazerem parte de uma narrativa que guia o visitante por toda a exposição em cenários de florestas e rios, onde a história natural da região se revela.






Mostra Encantal/ Castelo Branco


Para quem vive em Castelo Branco ou por perto, a Mostra está patente na Casa Amarela - Galeria Municipal (antigo edifício dos CTT). 

Entrada gratuita, até ao dia 23 de Fevereiro.
O livro com textos e imagens a aguarela, carvão e lápis de cor. Quem ler este livro, percorrerá “toda a Beira Baixa, fora de trilhos”.



Notas de Campo na Beira Baixa
texto & ilustração: Luisa Ferreira Nunes
via Wilder

Através da obra, Luísa Ferreira Nunes quer transmitir a importância de “voltar à natureza, como um naturalista”. Durante as suas expedições, a bióloga acampou e passou “muitos dias sozinha a observar e a registar espécies de flora, fauna e habitats”.
O que mais a fascina na natureza desta região é a forma como a “ausência de pessoas em certos locais trouxe mais fauna, mais biodiversidade”.





Field Notes in Beira Baixa, Portugal
author: Luisa Ferreira Nunes
"Field Notes in Beira Baixa", text and illustration by the biologist and illustrator Luísa Ferreira Nunes, is a book that explores the environmental space in the rural world of Beira Baixa (Portugal.

The book in Portuguese and English (bilingual) will be soon at bookshops and Tourism centers.

Geração 'green'

24.01.2020

Creative Commons License
Fonte: Wilder

Monday, January 27, 2020

Geração Verde : Apresentação projecto/ A Green Project by Students






Earth Day 2008

No dia 22 de Abril celebrou-se o Dia Verde 2008. O dia 22 de Junho é denominado Dia do Planeta ou Earth Day.

O projecto Os Torrinhas Verdes, hoje Geração Verdenasceu da proposta da Professora Gina Souto aos seus alunos, aprendizes ambientalistas para participar nas actividades de Earth Day 2008.


Um evento que teve origem nos Estados-Unidos e que junta, neste momento, cerca de oitocentos e cinquenta e oito mil participantes de vários países a nível mundial.

Os Green Torrinhas estão inscritos desde 14 de Janeiro de 2008. São alunos das Turmas G|H|I do 5º Ano da Escola Francisco Torrinha (Portugal) que desenvolvem actividades curriculares e extracurriculares de intervenção ambientalista na comunidade escolar, nos curriculos Língua PortuguesaCidadania, dois vastos campos abertos à intervenção e à criatividade.

As suas convicções ambientalistas começaram com a participação no Ano Polar Internacional 2007-2008.






ICT & curricula

Os Torrinhas Verdes | Geração Verde adquiriram assim competências no domínio das TIC inseridas nos currículos de Língua Portuguesa, Cidadania, adquirindo aprendizagens em tempo curricular e extracurricular.

O blogue Geração Verde foi criado por um grupo voluntário de alunas e alunos que, coordenado pela Professora Gina Soutose reúne em horas extracurriculares, como actividade de enriquecimento curricular.


Nas aulas, todos os alunos se dedicaram a Actividades que foram desenvolvidas até ao dia 22 Abril - Dia Verde 2008


Entre outros projectos, organizaram um Jornal de Parede nos placares de salas das respectivas turmas que foi sendo actualizado semanalmente por grupos alternados de alunos, devidamente escalonados.

Durante a semana de 17 de Abril a 21 de Abril festejaram então a Semana Verde em toda a comunidade escolar que culminou nos dias 20-21 de Abril com o Dia Verde 2008.



This blog Geração Verde (Green Generation) is a students' project in collaboration with the Teacher Gina Soutoo as a tutor and e-tutor in extra activities in Languages curriculuminspired by Earth Day 2008. This blog published by a group of young environmentalists students who participated in Earth Day activities from 2008 to 2010.

Geração Verde blog created in Languages cross-curricular - Portuguese mother language and French foreign language - was published by young students of a secondary school in Porto, Portugal, as a participation at Earth Day activities for some years (2007-2010). 

"Earth Day Network is a global leader in promoting environmental education and green schools. Our award-winning Educator's Network provides resources for teachers educating for a sustainable future"


t Geração Verde (Green Generation) and Geração Polar (Polar Generation).

Geração Polar blog (Polar Generation) was developed as a pedagogical extra-curriculum activity in Languages and Civics curriculum, created as a participation at the International Polar Year 2007-2008 (IPY). 

Students are publishing stories, some news, events, photos and videos concerning "Environmental Education" and me as e-tutor, when we have some
Now, only a small group of students and  me, as e-tutor, continue this projec free time. 

I don't teach face-to-face anymore at school neither the students are studying at the same school. They grew up. They are in College now. Some have their jobs.

Together in collaboration, we meet on the internet, and continue both blogs Green Generation and Polar Generation by pleasure as young environmentalists.


A Professora | The Coordinator

G-Souto

27.03.2008

Creative Commons License

Actualizado em 28.01.2020
Updated January 28,2020


Wednesday, January 22, 2020

Top Posts 2019 Geração Verde semestre #2





While on a bear-watching trip to the Nakina River in British Columbia, Canada
credits: Marion Volborn
https://www.theguardian.com/environment/
Depois de publicarmos a retrospectiva das publicações 2019 relativa ao Top dos post mais lidos do #semestre1 2019, passamos a apresentar a súmula das nossas publicações do ano 2019, #semestre2, do blog Geração Verde. 

Tal como fizemos em 201520162017, 2018, e 2019, não resistimos a partilhar convosco algumas fotos deliciosas de animais de The Wild Photographer of he Year 2019.




Mongolian part of the Gobi desert when he happened upon a long-eared jerboa
credits: Valeriy Mareev

Mais abaixo, apresentamos Top dos posts mais lidos 2019 #semestre2 de Blog Geração Verde

A selecção é baseada no número de visitas de cada publicação e não pela ordem temporal.




Marmots have become accustomed to the presence of humans
 in Hohe Tauern National Park, Austria
credits: Michael Schober

As we did in 201520162017, 2018, and 2019here  the Top of posts of 2019, #semester2

First, we don't resist to share some amazing photographs of wildlife. But The Wildlife Photographer of the Year 2019/ The Guardian  Picked from awesome photographers. Such great photos. Beautiful wild animals!





Elias Mugambi is a ranger at Lewa wildlife conservancy in northern Kenya
caring for orphaned black rhinos such as Kitui
credits: Martin Buzora

Looking back 2019, we have come up with our roundup of what's been most-read, #semester2 on our Blog Geração VerdeThe selection is based on page views of the most read posts:


Here the most popular posts 2019, #semester2:




Nosso post preferido de 2019 #semester2? Dia Internacional Sem Sacos de Plástico : Diz não ao plástico ! Problema premente para salvar milhares de animais, sobretudo marinhos.

O Dia Internacional Sem Sacos de Plástico tem lugar todos os anos, no dia 3 de JulhoUma data que tem vindo, cada ano que passa, a ganhar maior importância em termos mundiais. 
O objectivo? Chamar a atenção para a produção e consumo excessivo de sacos plásticos a nível mundial, propondo-se alternativas para resolver este sério problema ambiental.







International Plastic Bag Free Day is celebrated on 3rd of July every year which dedicated to heightening awareness about these and very real and pressing issues brought about by this most popular of disposable carrying devices. 

We are reminded that those bags we pick up from the retailers are used for an incredibly short time, usually under 25 minutes, and are then disposed of. 

For this 10th edition, scores of organisations and hundreds of citizens around the world will take action to raise awareness on the environmental impact and hazards of single-use plastic bags, and promote more sustainable solutions.


Don't forget to visit the the roundup of what's been most-read #semester2 of our polar blog Geração Polar.


May 2020 be a New Year for the defense of the environment and the wildlife on the planet Earth! Keep our eyes on Climate Action!


Happy New Year ! 


Geração 'green'

22.01.2020

Creative Commons License



Tuesday, January 07, 2020

Top posts mais lidos 2019 : Geração Verde #semestre1





credits: Lee James

Antes de mais, Bom ano 2020! As férias terminaram. Eis-nos de volta! Mas antes de fazer a súmula das nossas publicações 2019, #semestre1, queremos alertar para os milhares de animais mortos nos fogos na Austrália. Koalas, cangurus, animais domésticos e tantas outras espécies.

Segundo um professor ecologista da Universidade de Sydney, estima-se que 480 milhões de animais foram afectados directamente pelos fogos florestais. 






Há países que estão a enviar luvas para Koalas e bolsas para cangurus em crochet. Koalas queimados, bébés cangurus que perderam as mães canguru e estão a ser protegidos por organizações e reservas na Austrália.




credits: Courtesy of Heather McMurray

Voluntários em todo o mundo criam abrigos para animais selvagens, como marsupiais bébés que precisam de bolsas para crescer.

Mais de 30% dos Koalas na costa norte do norte de Nova Gales do Sul podem ter sido mortos e muitos outros podem estar em perigo no sul da Austrália na actual crise de incêndios florestais do país, desde que especialistas alertaram que os ncêndios são a maior ameaça que a vida selvagem australiana enfrenta.








Lembramos os grandes fogos florestais de 2009, onde os koalas foram as principais vítimas. Dez anos depois, a tragédia repete-se e maior dimensão.

Mark Graham, um ecologista do Nature Conservation Council, afirmou que os koalas, na maioria dos casos, "realmente não têm capacidade de se mover rápido o suficiente para se afastar" dos fogos que se espalham de copa em copa das árvores que os abrigavam.

"Os incêndios queimaram tão quente e tão rápido que houve uma mortalidade significativa de animais nas árvores, mas agora há uma área grande que ainda está ardendo, que provavelmente nunca encontraremos os corpos ”

Mark Graham




credits: Facebook: The Rescue Collective

Inconsoláveis perante tal desastre, não nos atrevemos sequer a olhar e muito menos publicar imagens terríficas de animais apanhados nos fogos.

Feita a homenagem a todos os animais que morreram e morrem ainda dizimados pelos fogos na Austrália, voltemos ao Top 2019.

Tal como fizemos em 20152016, e 2017, e 2018, e 2019passamos a apresentar o Top dos posts mais lidos 2019 #semestre1 de Blog Geração Verde

A selecção é baseada no número de visitas de cada publicação e não pela ordem temporal.






Happy Year 2020. Hope all our readers are well. Our thoughts go to Australia!

Up to 30% of koalas on New South Wales's mid-north coast may have been killed and many more may be endangered in South Australia in the country’s ongoing bushfire crisis after experts warned fires are the biggest threat Australian wildlife faces.

We remember bushfires ten years ago, in Australia. Koalas and millions of animals also perished in the inferno.

Mark Graham, an ecologist with the Nature Conservation Council, told the inquiry that koalas in most instances “really have no capacity to move fast enough to get away” from fast-moving crown fires that spread from treetop to treetop.

The fires have burned so hot and so fast that there has been significant mortality of animals in the trees, but there is such a big area now that is still on fire and still burning that we will probably never find the bodies,” Graham said.




credits: David Mariuz/AAP

Looking back at 2019, we have come up with our roundup of what's been most-read, #semester1 on our Blog Geração Verde

The selection is based on page views of the most read posts:











créditos: Earth Day

Nosso post preferido de 2019#semestre1? Dia da Terra : Protejamos as nossas Espécies

O Dia é da Terra, mas somos nós humanos que estamos sob foco, desde o desaparecimento de animais ao desgaste de recursos do planeta. Estima-se que o homem tenha impactado 83% da superfície terrestre. 

E as alterações climáticas que provocam cada vez mais acontecimentos trágicos incontroláveis, como fogos, cheias, subida dos mares, degelo nos pólos. E o desaparecimento ou morte de milhares des espécies.





Earth Day 2019


Our Our crush of 2019#semester1?

Given that almost one quarter of the world’s population is aged between 10 and 24, vigorous efforts need to be made to encourage young people, as the future leaders and decision makers of the world, to act at both local and global levels to protect endangered wildlife

According to the Earth Day NetworkNature’s gifts to our planet are the millions of species that we know and love, and many more that remain to be discovered. 

Unfortunately, human beings have irrevocably upset the balance of nature and, as a result, the world is facing the greatest rate of extinction since we lost the dinosaurs more than 60 million years ago. 

But unlike the fate of the dinosaurs, the rapid extinction of species in our world today is the result of human activity.



credits: Elyx
photo: Matthew Abbott