Tuesday, June 21, 2016

O planeta Terra está mais verde, sabia ?






credits: Matt Cardy/Getty Images

O planeta Terra está mais verde, sabia? O planeta Terra está mais verde do que estava há 33 anos devido aos efeitos da fertilização causada pela maior presença de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera, é a conclusão de 32 investigadores de 24 instituições e de 8 países que trabalharam numa pesquisa publicada na revista Nature Climate Change.
A investigação conclui também que, desde 1982, a biomassa verde, essencialmente, as folhas das árvores e das plantas, cresceu cerca de 36 milhões de quilómetros quadrados, superfície equivalente a duas vezes os Estados Unidos, disse Zaichun Zhu, investigador da Universidade de Pequim e autor principal do estudo.  



créditos: autor não identificado
O aumento das folhas aconteceu em 40% das regiões do mundo de 1982 a 2015 e apenas 4% têm conhecido uma perda significativa de vegetação. As espécies vegetais são as que mais beneficiam de níveis elevados de gases tóxicos na atmosfera e os cientistas relacionam este crescimento com as grandes concentrações de dióxido de carbono (CO2) que é um fertilizante potente, do qual se desconhecia o efeito.
Será que a Terra tem a capacidade de se auto-reparar? Apesar das boas notícias, a resposta a esta pergunta é não. 

“O efeito fertilizante do dióxido de carbono vai diminuindo à medida que as plantas se aclimatam aos níveis de CO2 e este efeito também não compensa a perda de outros recursos para o crescimento das plantas, tais como a água ou os nutrientes. Além disso, o aumento de vegetação pode também alterar os ciclos da água e de carbono a nível global “ 
Josep Peñuelas, investigador no Centro de Pesquisa Ecológica e Aplicações Florestais da Universidade de Barcelona, co-autor
O estudo é baseado em dados recolhidos pelos instrumentos MODIS e AVHRR, sensores instalados em satélites da NASA e da NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration) ao longo dos últimos 33 anos.



créditos: autor não identicado
As imagens dos satélites mostram que entre 25 a 50% da superfície com vegetação no planeta ficou mais verde. 

“Com este estudo, podemos atribuir o ‘enverdecimento’ do planeta ao aumento dos níveis atmosféricos de CO2 provocado pelo consumo de combustíveis fósseis. Com mais dióxido de carbono, as plantas puderam gerar mais folhas graças ao processo de fotossíntese que captura o CO2 da atmosfera. Graças a este processo, a concentração de gases com efeito de estufa foi travada”.

Josep Peñuelas, El País
A combustão de petróleo, gás, carvão e madeira como forma de produzir energia liberta CO2 para a atmosfera e é o principal responsável pelas alterações climáticas. A quantidade de CO2 tem aumentado desde a era industrial e já atingiu um nível nunca visto há pelo menos meio milhão de anos.



Vista satélite de la Tierra por la manaña

creditos: no identifcación


El planeta se ha enverdecido desde 1982 en unos 36 millones de km2, una superficie parecida a dos veces la de Estados Unidos
La Tierra es ahora más verde que hace tres décadas. Y lo es gracias al poder de fertilización de la mayor cantidad de dióxido de carbono (CO2) que hay en la atmósfera

Esta es la principal conclusión de un estudio internacional en el que participan 32 investigadores de 24 instituciones de ocho países que publica la revista Nature Climate Change
La investigación ha detectado un ascenso significativo de la cantidad de biomasa verde –las hojas–, en el 40% de las regiones del planeta desde 1982 a 2015, mientras que sólo en un 4% se ha apreciado una pérdida significativa de vegetación.



creditos: Ranga B. Myneni, Universidad de Boston
Significa esto que la Tierra se está autorreparando? No. Los científicos son claros: 

«El efecto fertilizante del dióxido de carbono es menor a medida que las plantas van aclimatándose a este aumento o echan de menos otros recursos necesarios para su crecimiento como el agua o los nutrientes. Además, esta ganancia verde puede tener la capacidad de cambiar los ciclos del agua y del carbono a nivel global», advierte Josep Peñuelas, investigador del CSIC en el Centro de Investigación Ecológica y Aplicaciones Forestales y uno de los autores del estudio. Leer más aqui
Geração 'green'

21.06.2016

Creative Commons License

Referências:

Observador| Ciência
ABC| Sociedad


No comments: