Thursday, January 22, 2015

Portugal, o lado selvagem : documentário distinguido por Vimeo





The wild side | O Lado Selvagem do fotógrafo português Daniel Pinheiro, Portugal, foi o documentário distinguido como o vídeo da semana na Vimeo, pela Awardeo Company. Com 195 votos foi eleito como o vídeo da semana.

Um camaleão a caminhar lentamente sobre um tronco, uma abetarda a preparar-se para uma demonstração ou um saca-rabos que cruza a paisagem. 
Espécies que vivem num país, Portugalonde há montanhas, planícies e praias de perder de vista. 


Alguns pormenores do lado selvagem português que esta semana foram distinguidas pela The Awardeo Company

Os prémios que reconhecem o talento e esforço dos melhores produtores no Vimeo distinguiram, esta semana, o português Daniel Pinheiro com o filme “Portugal, the wild side” | Portugal, o lado selvagem.



A união entre a fotografia o som permitiu a captação de imagens em movimento de espécies e dos seus habitats. 

Neste vídeo, o fotógrafo de natureza e realizador de documentários, inclui cenas de quatro anos de trabalho, entre os quais três documentários: “O Cante da Terra” (2013) – que mostra a biodiversidade de Neves Corvo e a relação com o homem, “Entre o céu e as marés” (2012) – que retrata a vida das aves que vivem no estuário do Sado e a influência das marés e “Mondego” (2011) – uma viagem da serra da Estrela ao oceano Atlântico pelo curso do rio.
Daniel Pinheiro participou mais recentemente na produção de cinco episódios de “Wild Untamed Brazil” | “Brasil Selvagem Indomável”, uma série do canal National Geographic.
The wild side by the Portuguese nature photographer and filmmaker Daniel Pinheiro won The Awardeo Company this week.



The wild side Portugal by the Portuguese nature photographer and filmmaker Daniel Pinheiro won The Awardeo Company this week.

A journey through the wilderness of mainland Portugal. Showreel of the last four years filming the Portuguese wildlife and landscapes.



The film was awarded as the best of the week by voting organized by Awardeo Company that seeks to distinguish the talent and effort of the best directors and producers on Vimeo.

Producer: WILDSTEP Productions
Photography and editing: Daniel Pinheiro
Music: "Across the Ocean" by Terry Devine-King

Parabéns Daniel Pinheiro | Congratulations to Daniel Pinheiro !

Geração 'green'
22.01.2015
Creative Commons License

Sunday, January 18, 2015

SOS Baleias na Europa





WWF | Google +

Mais de um terço das espécies de cetáceos do Planeta foram vistos nas águas marinhas vizinhas Lanzarote e Fuerteventura. A excepcional biodiversidade e abundância espécies nesta região do Oceano Atlântico torna-a uma das áreas marinhas europeias mais importantes para as baleias e os golfinhos

É uma área crucial para a criação, alimentação, migração e ciclos de vida destes incríveis mamífereros marinhos, assim como de outras espécies ameaçadas,  tais como tartarugas, tubarões e aves marinhas.

Este é um dos últimos lugares do planeta onde podemps ainda assistir a grupos de baleias mergulhando e nadando com suas crias, grandes cachalotes em busca de lulas gigantes ou vagas de golfinhos brincando, pulando. 

É um lugar onde as baleias-de-bico procurar comida a mais de 1.000 metros abaixo da superfície.

E tudo isto estava ameaçado. Mas temos boas notícias! A empresa petrolífera Repsol acaba de abandonadar os seus planos de exploração, nas Ilhas Canárias, um paraíso marinho europeu.

O projecto de petróleo levantou uma enorme onda de oposição local e internacional, e agora chegou a hora das baleias: queremos um santuário marinho nas ilhas Canárias, onde os cetáceos possam viver para sempre a salvo da ameaça de óleo.




Great news! Oil company Repsol has just abandoned its exploration plans in the Canary Islands, a marine paradise where more than one third of the planet's cetaceans have been spotted. 


The oil project has drawn huge local and international opposition, and now it's time for whales: we want a marine sanctuary in the Canary Islands, where cetaceans can live forever safe from the oil threat. 


More than one third of the planet´s cetacean species have been spotted in the marine waters surrounding Lanzarote and Fuerteventura . The outstanding biodiversity and species abundance in this region of the Atlantic Ocean make it one of the most important European marine areas for whales and dolphins. It´s a crucial area  for the breeding, feeding, migration and life cycles of these amazing sea mammals, as well as other threatened species, such as turtles, sharks and sea birds.

https://www.facebook.com/WWFEspana/

"¡Repsol se va de Canarias! Celebramos esta gran noticia y reclamamos al Gobierno que retire definitivamente el proyecto petrolero en aguas del archipiélago, el área más importante para los cetáceos de la Unión Europea."


This is one of the last places on the planet where you can still watch groups of whales diving and swimming with their calves, huge sperm whales in search of giant squids or dolphin pods playfully jumping. It’s a place where beaked whales look for food at more than 1,000 metres below the surface.
Geração 'green'

18.01.2015
Creative Commons License
References : WWF | Google +


Saturday, January 10, 2015

Rinoceronte em vias de extinção





Rinoceronte negro-ocidental

Após a férias de Natal, aqui estamos de novo, mas não com notícias muito animadoras. A lista das espécies em extinção continua. Desta vez, estamos a falar do rinoceronte negro.

Uma subespécie rinoceronte-negro-ocidental foi considerado oficialmente extinto pela International Union for the Conservation of Nature (IUCN). 

A subespécie que está em causa, o rinoceronte preto-ocidental (Diceros bicornis longipes), foi vista pela última vez em 2006, nos Camarões, pelo que os peritos a consideraram oficialmente extinta.





Este rinoceronte sempre foi a subespécie mais rara de rinoceronte-negro. A caça furtiva e a falta de medidas de conservação empurraram-no para a extinção. 

Antes de desaparecer, esta espécie podia ser encontrado nas savanas do centro oeste de África.




Rinoceronte-branco-do-norte

Tal como esta subespécie de rinoceronte-preto que desapareceu para sempre, também o rinoceronte-branco-do-norte (Ceratotherium simumestá à beira da extinção. Existem apenas seis exemplares em todo o mundo e todos em cativeiro, tal como o rinoceronte-de-Java. 

A indicação provém da revisão da lista de espécies ameaçadas da IUCN.

O rinoceronte-branco-do-sul, tal como o parente do norte, esteve quase à beira da extinção no início do século XIX, mas graças a medidas de conservação o animal conseguiu sobreviver. 




Rinoceronte-branco-do-sul

Actualmente, existem cerca de 20.000 rinocerontes-brancos-do-sul em liberdade. Se medidas semelhantes de conservação tivessem sido aplicadas ao rinoceronte-negro-ocidental e ao rinoceronte-branco-do-norte talvez as espécies tivesses prosperado. 

“Estas medidas devem ser reforçadas agora, especialmente a gestão dos habitats para melhorar o desempenho e prevenir que outros rinocerontes se extingam”,

 Simon Stuart, presidente da IUCN



credits : IUCN

A revisão da lista de espécies ameaçadas revelou que um quarto dos mamíferos do mundo está em risco de extinção, bem como numerosas espécies de plantas. Mas o futuro para a fauna oceânica também não é animador. 

A IUCN indica que cinco das oito subespécies de atum – um predador que é essencial para a saúde do ecossistema marinho – estão ameaçadas ou quase ameaçadas. A lista revela ainda que 26 espécies de anfíbios descobertas recentemente estão a desaparecer a um ritmo alarmante.




Black rhino

After holiday season, here we are again. This time the news are not so good. The list of threatened species goes on.

Africa’s Western black rhino is now officially declared extinct in 2011, according to the International Union for the Conservation of Nature (IUCN). The subspecies was last seen in 2006. 

The IUCN warns that other rhinos could follow saying Africa's northern white rhino is "teetering on the brink of extinction" while Asia's Javan rhino is "making its last stand" due to continued poaching and lack of conservation. Read more on CNN


Credits : CNN


The IUCN warns that other rhinos could follow saying Africa's northern white rhino is "teetering on the brink of extinction" while Asia's Javan rhino is "making its last stand" due to continued poaching and lack of conservation.





This news came after the IUCN conducted a review of 60,000 species of animals, concluding that 25% of mammals on the list are at risk of extinction. 

Many plants are also under threat, say the IUCN. Read the Red List of Threatened Species.

Geração 'green'

10.01.2015

Creative Commons License