Tuesday, January 08, 2013

Redescoberta a planta de café "híbrido de Timor"





Café Híbrido de Timor
Foto: Pedro Nogueira

A Universidade de Évora anunciou em Dezembro 2012 ter redescoberto a planta original de café do "híbrido de Timor", identificada nos anos 60 (século XX). Foi depois "perdida" e foram os clones que permitiram criar variedades resistentes à doença da ferrugem.

A planta original do híbrido de Timor, é o resultado do cruzamento da espécie arábica. Este cruzamento, improvável, pelo facto da espécie arábica ter o dobro dos cromossomas da espécie robusta, aconteceu por um acaso da natureza em Timor Leste.

"A planta é conhecida desde os anos 60, mas, no período da ocupação indonésia de Timor, perdeu-se todo esse conhecimento e referências", 

Pedro Nogueira, Universidade de Évora (UÉ) | Lusa



Fruto café híbrido de Timor

A planta original do híbrido de Timor é um exemplar único no mundo, resistente à ferrugem do café, Hemileia vastatrix, e os seus clones e progénies foram utilizados na obtenção de variedades de café arábica resistente à ferrugem, como o Catimor. Estas novas variedades de cafés arábicos permitiram a melhoria e mesmo a salvação de vastas plantações de café arábica em todo o mundo.

“Os países produtores de cafés arábicos têm para com Timor, e também para com aqueles que souberam avaliar os seus méritos e depois o estudaram e trabalharam, uma dívida sentimental de gratidão pela cedência deste “Híbrido de Timor”, porque a partir dele se prepararam cultivares com bom potencial produtivo e resistentes às ferrugens, que hoje constituem a base da cafeicultura mundial dos arábicos” 



Esse "exemplar único no mundo", ou seja, "a planta original do 'híbrido de Timor'", foi agora redescoberta, graças a um projecto que envolve os departamentos de Geociências e Economia da UÉ, a Universidade Nacional de Timor Lorosae (UNTL) e o Centro para a Investigação da Ferrugem do Café, em Lisboa. 

"A UÉ já colabora com Timor desde 2000, em várias áreas de investigação, como a agronomia. Nesse âmbito, iniciamos este projecto em 2009 e conseguimos, este ano, identificar a planta"

Pedro Nogueira, investigador UÉ

O original do “híbrido de Timor” foi encontrado junto a uma aldeia timorense, “no meio de uma floresta de café não ordenada, sem qualquer protecção ou referência.”

"Para além do valor histórico, patrimonial, botânico, biológico e de herança ou de legado, que deverão ser aproveitados da forma mais apropriada pelo governo de Timor-Leste, da planta original do híbrido de Timor deverão ser colhidas as sementes para continuarem a serem utilizadas na investigação com vista à obtenção de novas variedades de café arábica resistentes à ferrugem e às doenças que afectam o fruto do café, a cereja."

The original coffee plant of "híbrido de Timor" has been rediscovered in December 2012 by a team of investigators of Universidade de Évora - (Portugal), and Universidade Nacional de Timor Lorosae (UNTL).

Geração 'green'

08.01.2013

Creative Commons License

Créditos vídeo: Pedro Nogueira | Universidade de Évora

Referência:

Com Universidade Nacional de Timor Lorosae UÉ encontra a planta original do híbrido de Timor | UELine



No comments: